Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Destralhar

07
Fev20

Dia da Cozinha

Gestão do tempo com dias temáticos

Como referi, estou a tentar implementar dias temáticos, como uma estratégia de produtividade e gestão do tempo. Se correr bem, o meu plano é alargar a utilização no campo profissional.

 

O segundo dia temático (quarta-feira), dedicado à cozinha foi um sucesso, embora não tenha concluído todas as tarefas a que me propus.

 

Se tivesse saído do computador mais cedo , tal não teria acontecido.

 

Preparação:

Durante o dia, em momentos de pausa (e espera), escrevinhei na agenda o que, idealmente, gostaria de ter concluído até ao final do dia e uma lista das refeições/marmitas até sábado.

 

O plano:

 testar uma receita de Capturar.JPGtofu com molho agridoce;

Capturar.JPG  congelar couve roxa que já havia estufado, sem consumir;

-  consultar stock de leguminosas (secas e em frasco);

Capturar.JPG  fazer sopa;

Capturar.JPG  arrumar legumes e frutas do cabaz Fruta Feia.

 

30 minutos para exercício

Decidi introduzir neste dia um momento de exercício: 20 minutos de passadeira + duche (total: 30 minutos), entre as 18:30 e 19:00.

 

Os resultados:

A receita foi testada e aprovada. Há anos que desejava encontrar uma receita que substituísse os molhos agridoce que adoro.

Aproveitei o excesso de couve roxa estufada e acabei por fazer sopa com ela.

Preparei marmitas e deixei a banca limpa.

 

O que não fiz:

Não revi o stock de leguminosas, nem tratei dos espinafres do cabaz de legumes.

 

Revisão:

No dia seguinte, em jeito de revisão do dia anterior, decidi manter o momento de exercício e escolhi os destaques da próxima semana:

- uma receita: ando há anos para testar receitas de massa para pizza que sejam rápidas de preparar e não necessitem de levedar (na MFP demora quase 2 horas);

- uma tarefa: organizar e inventariar o conteúdo do congelador, de modo a gastar o que tenho.

05
Fev20

Dia da Costura

Gestão do tempo com dias temáticos

Vintage Photo Collage Dad Appreciation Pinterest G

Como referi, estou a tentar implementar dias temáticos, como uma estratégia de produtividade e gestão do tempo. Se correr bem, o meu plano é alargar a utilização no campo profissional.

 

O primeiro dia, dedicado à bricolagem, foi um sucesso. Em vez de dispersar e passar a noite a "surfar" a internet, peguei nos projectos pendentes que estavam a "tralhar" as superfícies do escritório:

- uma camisola + uma almofada;

- uma calças de fato de treino para reparar o elástico;

- umas meias de desporto que alargaram, para colocar um pequeno elástico;

- um casaco de malha em que precisava mudar o local de um botão.

 

A camisola, era a minha preferida. Um erro na lavagem e ficou feltrada. Não me pareceu de todo que fosse algo que pudesse ser reutilizado como vestuário.

 

Decidi reutilizar o material e transformar numa almofada. Inspirada no ponto Sashiko, escondi uma costura e criei dois elementos decorativos que unissem as duas faces.

 

As superfícies ficaram destralhadas e obtive um grande prazer com o processo e com os projectos terminados.

 

E hoje, é dia da cozinha.

11
Jan20

Distrações digitais

Apple-iPod-Shuffle-2GB-Rosa.jpg

As redes sociais estão deliciadas e intrigadas com o facto de terem "apanhado" um atleta multimilionário com um iPod Shuffle, que basicamente é um leitor de mp3 muito simples, sem wi-fi ou outros assobios.

 

O iPod Shuffle é um modelo da Apple que foi descontinuado há 10 anos e que pode ser encontrado no Ebay por cerca de €20 (embora algo me diga que os preços irão subir, com a publicidade extra).

 

Então porque é que um multimilionário optaria por um gadget antigo e com menos funcionalidades das que a tecnologia (e o bolso) lhe permitem?

 

Eu suspeito que dois factores importantes: segurança (sem wifi não há acesso de hackers) e ausência de distracções.

 

Em vez de tentar evitar os dois problemas, ele eliminou-os por completo, removendo as distrações digitais associadas ao uso de um smartphone.

 

Associamos muitas vezes as novas tecnologias a melhoramentos e aumento de produtividade.

Porém, é perfeitamente possível que a resolução dos nossos problemas de produtividade e distração esteja em adoptar soluções low tech.

24
Nov18

30 Dias Destralhar Minimalista - Acordar 30 minutos mais cedo

Capturar.JPG

Não foi intencional, nem foram só 30 minutos, mas decididamente comecei a levantar-me mais cedo. Quando me levantava regularmente às 6h30, foi quando tive menos enxaquecas, dormi melhor e me senti mais em controle do meu dia. 

 

Decidi começar com as 07h00, seja para me levantar para o trabalho ou só para tomar o pequeno-almoço e voltar para a cama para ler um livro (como hoje). Neste momento inicial, o objectivo é regular o sono e não o que farei com o tempo. 

 

Para me ajudar, voltei à minha grelha da Regra Seinfield que expliquei aqui

 

Mas agora com objectivos diferentes: 

- Levantar às 7h00;

- Marmita para o trabalho;

- Trabalhar 30 minutos por dia nos meus projectos, seja de leitura, manualidades ou escrita (blogs não incluídos);

- Apagão digital às 21h00 (excepção para ver um dos múltiplos filmes ou séries que vou gravando, é que com este frio, prefiro ver no quarto, com o computador onde estou quentinha com o aquecedor ligado que na sala que é aberta para o corredor e como tal, muito difícil de aquecer).

01
Out18

A responsabilidade não é apenas dos jornalistas (mas também)

"A atenção mediática – que há tempos gastou horas e horas, também com repetições incessantes com os episódios que envolveram o Sporting, idem com as toupeiras ligadas ao Benfica ou com a perseguição de um fugitivo – não se interessou por aí além por um discurso cuja espessura de posicionamento superou muito a da rotina dos discursos."

 

Francisco Sena Santos escreveu um texto importantíssimo sobre o mediatismo dos assuntos de relevância jornalística e de como os jornalistas têm responsabilidade da informação que é circulada e como é circulada. 

 

Sinto-me cada vez mais puxada por aquilo que outros (e sabe-se lá com que intenções, porque continuamos a não ter a lista de jornalistas pagos pelo BES) consideram ser digno de notícia.

Os cabeçalhos de notícias que, na verdade não são mais que coscuvelhice, dominam os canais e somos nós que os alimentamos, cada vez que neles clicamos. 

 

Esta semana, vou ser intencional com a minha forma como respondo à agenda jornalística. Vou "dar" os meus cliques (porque leio mais do que vejo) às matérias que considero ser importantes, em vez daquelas que me captam a curiosidade. 

 

Primeira acçãoouvir o discurso (15 minutos) referido no texto, porque foi feito em nome dos portugueses e representa o nosso posicionamento em política externa.

Capturar.JPG

 

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Sara

    Visitei o teu blogue para colocar link no meu post...

  • Anónimo

    Boa Noite que tem da Vista Alegre para vender...??...

  • Zélia Marisa Reis Coelho

    Descobri agora o blog, a mim também não me faz con...

  • Daniel Ferreira

    A cola Pattex uma desilusão?!?!?! Essa cola é o Fe...

  • marttokas

    Eu acho que se fosse destralhar apenas uma coisa p...

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D