Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Destralhar

30 Dias Destralhar Minimalista - Acordar 30 minutos mais cedo

Capturar.JPG

Não foi intencional, nem foram só 30 minutos, mas decididamente comecei a levantar-me mais cedo. Quando me levantava regularmente às 6h30, foi quando tive menos enxaquecas, dormi melhor e me senti mais em controle do meu dia. 

 

Decidi começar com as 07h00, seja para me levantar para o trabalho ou só para tomar o pequeno-almoço e voltar para a cama para ler um livro (como hoje). Neste momento inicial, o objectivo é regular o sono e não o que farei com o tempo. 

 

Para me ajudar, voltei à minha grelha da Regra Seinfield que expliquei aqui

 

Mas agora com objectivos diferentes: 

- Levantar às 7h00;

- Marmita para o trabalho;

- Trabalhar 30 minutos por dia nos meus projectos, seja de leitura, manualidades ou escrita (blogs não incluídos);

- Apagão digital às 21h00 (excepção para ver um dos múltiplos filmes ou séries que vou gravando, é que com este frio, prefiro ver no quarto, com o computador onde estou quentinha com o aquecedor ligado que na sala que é aberta para o corredor e como tal, muito difícil de aquecer).

Tarefa: preparar uma tarefa

patricia-serna-415257-unsplash.jpg

 Vai soar ridículo, eu sei.

 

Tenho umas calças para reparar. Estão na minha mesa há semanas. Quando penso em arranjá-las,olho para elas, azul marinho e olho para a máquina, linha branca. Desisto.

 

É ridículo, eu sei.

 

Esta manhã, fui buscar as linhas azul marinho e enfiei a máquina. Perfeitamente sabendo que não iria coser de imediato, mas com a plena consciência que, na próxima vez, parte do trabalho está feito.

 

Frequentemente, esquecemo-nos que preparar uma tarefa é parte da sua execução. Pois bem, a reparação é tão simples, apenas com preparação da máquina, 1/3 da tarefa está concluída. 

 

Pequenos passos são importantes.

Kaizen = Melhoria

改善 

kaisen

 

Precisamente esta semana, quando me encontro numa fase menos boa, tropeço numa expressão japonesa, que significa melhoria.

Actualmente, é mais conhecida como uma filosofia de melhoria contínua, mais aplicada ao mundo industrial e profissional. 

 

O modelo Kaisen defende que o ponto de partida para uma melhoria é reconhecer a necessidade, que no fundo é reconhecer a existência de um problema. 

 

E o que tem o destralhar a ver com isto? É que um dos pressupostos deste modelo é precisamente que, se deve eliminar o desperdício, utilizando soluções baratas e bom senso. Outro, é que se trata de um modelo de melhoria contínua, com práticas incorporadas no dia-a-dia. 

 

O modelo Kaisen é suportado em 5 actividades (5S): 

  • Seiton - senso de ordenação

Traduz-se na ideia que deveremos ter as coisas ordenadas para não perdermos tempo a procura-las.

No fundo, é ter uma casa para as coisas, como quando decidi que as chaves da casa passavam a ter uma casa penduradas no bengaleiro; a cesta onde coloco a máquina fotográfica + acessórios; a cesta onde coloco os leitores de mp3, auscultadores e fio de carregar o telemóvel.

  • Seiri - senso de utilização

Ter a consciência de que se deve ter apenas o necessário, já que manter o desnecessário tem custos e pode até ser um obstáculo nas nossas vidas.

Custos quando gastamos dinheiro para os comprar, quando os tempos de arrumar e limpar... 

  • Seiso - limpeza

É importante ter um local limpo e por isso, para isso, ter uma rotina de limpeza.

  • Seiketsu - senso de saúde e higiene

Devemos sempre manter um espaço favorável à saúde e higiene. E note-se que aqui não é apenas a saúde física no sentido estrito, mas também a saúde mental.

  • Shitsuke - senso de autodisciplina

É preciso transformar práticas em hábitos.

 

Em suma, sinto que já havia escrito tudo isto, mas em japonês, soa muito melhor. 

 

おはようございます

Ainda sobre os meus sapatos

Destralhar o calçado foi uma boa solução para alguns problemas.

 

Deixei de ter calçado espalhado pela casa. Passei a ter um sítio específico para cada peça de calçado - serem poucos, torna tudo mais fácil. 

O espaço livre também me permitiu ter um local para uma extensão eléctrica que uso mais regularmente.

Finalmente, fiquei com uma casa para colocar a minha carteira e/ou coisas que tenho de levar comigo quando saio para trabalhar. A carteira deixou de andar pousada pelos móveis. Os livros da biblioteca, também. 

 

Isto veio reforçar a ideia que as minhas coisas precisam de "casas" para que não se tornem um fardo. 

O valor da nossa tralha

Há dias ouvia o autor do livro "The disciplined pursuit of less" referir-se ao "endowment effect" (efeito da dotação). 

 

O efeito da dotação é uma hipótese da psicologia (com reflexos na macro economia), segundo o qual uma pessoa atribui maior valor a uma coisa, apenas porque a possui. Numa outra perspectiva, nós exigimos muito mais para nos desfazermos de uma coisa, que para a adquirir. 

 

Essa valorização, explica muito da nossas dificuldades em destralhar ou até em doar, vender ou trocar as nossas coisas usadas. 

 

Um dos exemplos mais famosos do efeito dotação é de um estudo no qual os participantes receberam uma caneca. De seguida, foi oferecida aos participantes a possibilidade de a trocar por um itens igualmente valioso (em preço). O que aconteceu foi que os participantes exigiam o dobro do valor, para ceder a caneca (depois de ser sua) daquele pelo qual estavam dispostos a pagar para a adquirir.

 

Ora, racionalmente nós sabemos que esta propensão para valorizar mais os objectos que possuímos é errada. Ainda assim, é um desequilibro que nos surge naturalmente. 

 

Por isso, nada como usar o conhecimento, para nos esforçamos para usar a razão ao destralhar as coisas lá de casa. 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D