Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Destralhar

Implementar o hábito de fazer exercício

Tenho uma confissão a fazer: eu detesto fazer exercício por ter de mudar de roupa e de tomar banho.

 

É preciso que saibam de mim que é sou da equipa que toma banho ao final do dia, em vez de tomar banho após levantar.

Para mim, o duche é para limpar, limpar o suor do dia, o pó da rua e ir para a cama fresquinha e relaxada.

 

Por isso, fazer exercício de manhã e ter de tomar duche a seguir...

 

Também sou da equipa que acredita que a melhor forma de implementar um hábito é eliminando os obstáculos, para que ele seja facilmente incorporado na nossa rotina.

 

Os meus obstáculos:

- ter de mudar de roupa para fazer exercício: fosse ao levantar ou ao fim da tarde, tenho de o fazer, a não ser que opte fazer exercício de pijama e pô-lo a lavar nesse dia;

- ter de tomar duche a seguir.

 

Como não vou conseguir evitar a mudança de roupa, pelo menos posso associar o novo hábito - exercício - ao velho hábito - tomar duche ao final da tarde.

 

Assim, vou começar a fazer exercício ao final da tarde (2ª, 4ª e 6ª), uma meia hora de passadeira, imediatamente antes de tomar duche.

 

A minha esperança que me habitue a essa rotina, que essa se automatize no meu dia-a-dia.

 

Um excelente livro sobre "emparelhar" hábitos, é o Atomic Habits (Hábitos Atómicos) do James Clear.  Eu ouvi no Scribd, mas infelizmente já não está disponível.

Se conseguirem ler em inglês, este é um excelente artigo.

Destralhar - Apagão digital

1.JPG

Não sou anti-digital, muito pelo contrário, apenas reconheço que tenho necessidades que não são respondidas nesse espaço.

 

Quer dizer, implementar uma rotina que passa por me levantar às 7h00, para acabar a ocupar o meu  tempo em testes sobre espíritos animais?

Primeiro é parvo, segundo é uma apropriação pop da cultura dos nativos norte americanos.

 

Tenho sacrificado demasiado do meu tempo com lazer de baixa qualidade na internet. E com baixa qualidade, eu quero dizer andar a saltitar de página em página, de vídeo em vídeo, num ciclo que chega a durar horas.

 

Porque acredito em pequenos passos, para começar a mudar os meus hábitos, no que respeita ao lazer no computador, implementei duas estratégias:

 

Ferramentas

Instalei um bloqueador de páginas no meu browser de internet.

Há páginas que bloqueei, excepto ao fim-de-semana, mas apenas 5 minutos por dia.

O YouTube, por exemplo, está bloqueado aos dias da semana, das 00h00 às 17h00. A partir dessa hora, tenho apenas 20 minutos por dia. Já no fim de semana, posso ver 2 horas por dia.

 

Mudar o ambiente

Virei a minha secretária para a janela. Adoro tê-la aí, mas com o sol, é horrível para trabalhar no computador.

Porém, como quero dificultar essa utilização, especialmente durante o dia (em casa) é a solução perfeita.

 

Desta forma, crio obstáculos aos maus hábitos, para me ajudar na implementação de bons hábitos relacionados com a utilização do meu tempo e na qualidade do meu lazer.

 

Objectivo: Família, relações, emoções > Gestão de Tempo + Divertimento > Elevar o tempo de lazer

Acção: diminuir o tempo de acesso a determinadas páginas de internet

Registar/acompanhar a implementação de hábitos

Eu sou uma pessoa que prefere o analógico em vez das aplicações de telemóvel, por isso, é na minha agenda que registo informações relativas à implementação de hábitos.

 

Há vários anos que utilizo a regra do Seinfield e faço-o com recurso ao quadradinho que permite registar 4 hábitos em simultâneo, de uma forma eficiente e minimalista, o ideal para uma pequena agenda.

 

Mas a elegância do método de Ryder Carroll (o autor do sistema Bullet Journal) é simplesmente genial.

Top 5 de estratégias de formação de hábitos

Kosio Angelov, autor do "The lean email simple system", decidiu fazer um pequeno questionário a 42 especialistas em produtividade (highperformancelifestyle.net). Com os resultados, criou um top 5 de estratégias de formação de hábitos

1. Começar com pequenos passos - 15 votos

2. Ser consistente (don´t break the chain) - 11 votos

3. Ter um plano - 10 votos

4. Usar um/a parceiro/a de responsabilização/prestação de contas - 9 votos

5. Recompense-se - 8 votos

 

Senti algum prazer em ler os resultados e ver as minhas estratégicas confirmadas por "especialistas". 

 

Ultimamente andava a questionar um pouco os meus métodos da sequência de um livro que parece estar a ter algum sucesso: A Mágica da Arrumação de Marie Kondo. Confesso que nunca o li, mas conhecia as bases do livro já que tinha visto uma conferência da autora na Google. 

 

Uma das suas premissas é que devemos fazer um único destralhar, radical, definitivo. Porém, se há alguma coisa que estes dois anos me ensinaram é que destralhar uma casa/divisão/prateleira não significa que esta se mantenha assim. Aliás, cheguei mesmo à conclusão que manter é mais difícil que o destralhar inicial precisamente porque carece de constante empenho.

 

Por isso, acredito muito mais na criação de hábitos duradouros, por muito simples que sejam. 

35 hábitos de pessoas altamente produtivas

aa.JPG

 

Uma tentativa de tradução:

 

Mente
- observar a regra 80/20 (20% de trabalho resulta em 80% de resultados)
- concentrar no importante e suprimir o urgente
- decidir o resultado antes de começar
- começar um livro de ideias
- eliminar as decisões triviais, como decidir o que vestir
- aprender a ignorar (não é preciso responder a tudo)
- faça um mau primeiro rascunho

 

Alimentação:

- criar uma rotina alimentar
- comer comida saudável
- utilizar serviços de entregas para poupar tempo (nem por isso)
- "negotiate a daily deal with your trusted cafe" (quê?!)

 

Agenda
- fazer primeiro as coisas fáceis
- priorizar um item por dia
- criar uma rotina diária
- não fazer reuniões a não ser que sejam decisivas
- é melhor feito que perfeito

Corpo
- gerir a ansiedade (correr, nadar, dançar)
- dormir mais
- dormir sestas

Atalhos
- visualizar o resultado final
- começar antes de sentir preparado para fazer
- quando em dúvida, assumir que está certo
- se tiver a mente bloqueada, fazer um mapa mental
- se não conseguir escrever, gravar
- quando ler algo útil, escrever ao autor

 

Vestuário
- definir um uniforme e vesti-lo diariamente
- vestir "smart fabrics" (?)
- levar uma peça para todas as ocasiões
- destralhar o que já não usa

 

Tecnologia
- limitar as respostas de emails a 1 por minuto
- se não conseguir compreender o que o email pede, não responder
- desligar as notícias (quase nunca são importantes)
- não atender o telefone a não ser que seja uma emergência
- utilizar teclas de atalho

 

Achei esta infografia muito inspiradora, embora não concorde com todos os pontos. Ou melhor, não concorde que seja o hábito mais produtivo. Depois, há outros que não tenho coragem de implementar, embora me apeteça, com o "uniforme".

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D