Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Lixo zero - têxteis

Nas passadas duas semanas recolhi 2 sacos de roupa + 1 camisola que foram deixados junto a contentores de reciclagem.

Na verdade, um dos sacos foi deixado no mesmo local que é deixado o lixo, à chuva, e se não tivesse recolhido a roupa, os lixeiros teriam simplesmente deitado tudo no contentor, com o restante lixo doméstico.

 

A falta de consciência, que se instalou, quanto aos impactos ambientais da roupa é abismal.

 

Num dos sacos havia 3 peças com roupa tingida com lixívia e tinta. Não devo conseguir transformar em nada. Quando não consigo aproveitar as peças para vestuário, tenho algumas opções:

 

- mantas de animais: os tecidos grossos e frios ficam na parte de baixo da manta (em contacto com o chão) e os mais quentes na parte superior, para aquecer os bichanos; costumo doar para instituições ou canis;

 

- enchimento de almofadas, bonecas, etc: tudo que precise de um enchimento mais duro e que não abata com o tempo (como acontece com a espuma), ficará excelente com restos de tecido e até coisas como collans rasgados.

Tenham em atenção que ficará mais pesado, mas para alguns projectos, como por exemplo uma almofada de jardim ou um puff, é ideal.

Este puff (Gee Betty Designs) é um fatástico exemplo que até poderá ficar encostado num canto,  sendo enchido à medida que as coisas nos aparecem.

 

- forro de bolsas ou carteiras - recentemente rasguei o forro da minha carteira e o um tecido de uma camisa manchada de lixívia será utilizada para o refazer. Vou aproveitar a zona dos bolsos e fico logo com dois bolsos interiores.

 

E isto são apenas os projectos que me dão menos trabalho e permitem uma reutilização rápida dos desperdícios têxteis.

 

Só se não conseguir fazer MESMO nada com os materiais, ou se tiver demasiados, é que coloco nos contentores azuis de desperdícios têxteis.