Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Destralhar

Setembro a implementar DESPERDÍCIO ZERO: remendar, reutilizar e comprar usado

Cadeira.JPG

Depois de encontrar uma cadeira deixada junto a um contentor de reciclagem, decidi fazer-lhe uma pequena capa para lhe encontrar um novo dono. Já foi adoptada. 

Melhor que a reciclagem é a reutilização.

 

DSC_0166.JPG

Depois do elástico das minhas sapatilhas de caminhadas terem rebentado, decidi comprar elástico para as poder continuar a utilizar. Não estão muito bonitas, mas a função delas não é decorar. 

A remendar para poupar e não desperdiçar.

 

Remendos de costura, para familiares e amigas: 2 camisolas, 1 carteira, 1 saia.

 

Os dois últimos livros que li, e que tinha conseguido na plataforma WinkingBooks, já foram devolvidos à mesma. Aliás, já foram destralhados e seguem (via CTT) para novas casas.

 

sapatilhas4.JPG

 

Aproveitei que tinha tinta de tecido para reparar umas sapatilhas que utilizo para andar por casa e que recentemente destruí com lixívia. 

 

DSC_0174.JPG

Comprei uma camisola para dormir, numa loja solidária da Remar. Como nova, mesmo depois de ignorar as instruções de lavagem ;)

DSC_0169.JPG

Sorria

1.jpg 

Eu sou incrivelmente cínica no que respeita à generalidade das ondas de estratégias de auto-ajuda que assolam essas redes sociais.

Recordam-se de ver na televisão reportagens sobre a terapia do riso? Aposto que se riram, mas à custa dos intervenientes.

 

Pois bem, juntem-se a mim para fazer o mea culpa

 

Existe suporte científico para a ideia que sorrir (e naturalmente que o rir) mesmo que forçadamente, tem efeitos positivos na nossa mente.

 

Onde ficar a saber isso? Num livro de um economista, que por sinal é prémio Nobel da Economia. Estranho? Pensar: Depressa e Devagar, de Daniel Kahneman é um trabalho fantástico sobre a psicologia e o nosso processo de tomada de decisões. 

 

Nos diversos capítulos, vai resumindo os estudos que foram sendo feitos e que consubstanciam algumas das conclusões actuais sobre como o nosso cérebro funciona. 

 

Num dos estudos, foi pedido ao grupo de pessoas que colocassem um lápis na boca, de forma a activar os mesmos músculos que utilizamos para sorrir, sem desse facto avisar as pessoas. A um outro grupo, tal não foi pedido. Perante os mesmos desenhos humorísticos, o grupo que tinha o lápis na boca classificou-os como mais engraçados, que o grupo que não tinha o lápis na boca. 

 

Ou seja, o nosso cérebro não se limita a fazer-nos sorrir quando vê algo engraçado; ao activarmos os músculos "do sorriso", o cérebro dá-nos o bem-estar associado ao prazer. 

 

 

A simplicidade é a máxima sofisticação

A frase é atribuída a Leonardo Da Vinci e é a ilustração de uma caneca que a revista Máxima ofereceu com a sua revista de Outubro.

 

Há anos que não comprava uma revista deste género. Comprei-a por causa da caneca. Uma tralha inútil porque eu tenho canecas e a minha mãe tem uma colecção de canecas de onde eu me posso abastecer. 

DSC_0178.JPG

Por isso, é uma suprema ironia que a minha fraqueza, tenha sido comprar uma revista, por causa de uma caneca que diz: "A simplicidade é a máxima sofisticação.". 

 

Mais, o preto esborratado, que vêm na caneca é o resultado de uma lavagem (ainda sem estrear a caneca), em que a tinta dos dizeres começou a sair.

 

Ironia... suprema ironia. 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D