Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Destralhar

16
Mai16

Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje 2

Pode parecer que o meu domingo foi um fiasco, mas não foi. 

Depois do stress da manhã, a tarde em família (a de sangue e a de amizade mais forte que o sangue) foi maravilhosa. 

 

Pela primeira vez fiz uma saia de criança...uau!!! Um modelo simples, com uma baínha e um elástico, mas para mim uma vitória. Até a miúda mais velha experimentou a máquina de costura.

 

Claro que a casa ficou virada do avesso: cozinha por arrumar, escritório com tecidos e máquinas de costura e afins, caixas de revistas de moldes no chão do quarto (depois de passar o fim de noite à procura de moldes), etc, etc.

 

Ignorei o caos e deitei-me. 

 

Esta manhã acordei às 6h30 (a minha hora ideal) e...

ouvi um fantástico ensaio enquanto tomava o pequeno almoço;

- liguei a máquina da louça (estava carregada, mas como faz barulho, só a liguei esta manhã);

- lavei a louça que não coube na máquina;

- destralhei as superfícies da cozinha (nomeadamente arrumando louça limpa, entregando algo aos meus pais e colocando sacos de compras no carro);

- preparei a marmita (que consistiu em pegar numa sobra de ontem, colocá-la no saco com um garfo, juntando-lhe uma garrafa de água - reutilizável - e uma sande para o lanche);

- preparei os plásticos para a reciclagem + o que fui buscar a casa dos meus pais;

- arrumei as caixas das revistas no armário;

- arrumei os tecidos dentro dos sacos e os materiais de costura nos seus locais;

- remendei o elástico de umas cuecas;

- pré-preparei um projecto de costura;

- levei carne picada (que, de propósito, fiz a mais) para casa dos meus pais - já adianta o jantar.

 

Às 9h30 estava no trabalho e ainda me dei ao luxo de ir ao café, tomar um pingo, mandar duas SMS (para manter contacto com amigas) e colocar algumas informações na minha agenda. 

 

E só não junto aqui uma daquelas fotos de meninas a saltar no ar, em triunfo, com um campo florido como moldura, porque seria um bocadinho demais.

 

Mas esta é uma segunda feira diferente e quero aproveitar enquanto posso ;)

16
Mai16

Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje 1

Pode parecer absurdo, mas acho que vou concentrar-me nesta máxima, durante os próximos tempos. 

 

A realidade: 

Manhã de sábado: a limpar a casa da minha mãe. 

Tarde de sábado: a fazer absolutamente nada. 

 

Manhã de domingo: a fazer limpeza, compras e almoço (inclusive, a parte que deveria ser partilhada com familiares que tinha em casa)

 

O ideal:

Tarde de sábado: limpeza, adiantar o almoço (estufar a carne picada para a lasanha, por exemplo), fazer compras para ter farinha para a máquina de fazer pão (o que fez com que tivesse de comprar pão para o almoço).

Domingo de manhã: carregar no botão da máquina de fazer pão, montar a lasanha e ligar o forno, passar a manhã a fazer companhia aos convivas (em vez de estar na cozinha uma boa parte do tempo).

 

Acresce que, se tivesse antecipado o almoço, não teria louça que não coube na máquina, que por sua vez se juntou à do lanche.

 

 

11
Mai16

Os meus livros

DSC_0143 - Cópia.JPG

 

Tenho mais livros que prateleiras para os colocar. 

Quando pensei em destralhar livros, naturalmente antecipei problemas. Eu tenho uma relação de apego aos livros. Já destralhei muitos, já doei, troquei, etc. 

Mas também continuei a comprar e a pedir que me oferecessem livros usados, quando me perguntavam que tipo de presente queria. Em 2016 auto impus-me uma proibição de comprar livros para mim. Estou a cumprir. 

Tenho centenas de livros não lidos. E milhares à minha espera, em bibliotecas públicas, depois de passarem pelas minhas listas de livros a ler (que sonho conseguir ler).

 

Há algum tempo, motivada pela vontade de querer aliviar o espaço físico, pensei em doar livros a uma biblioteca. Mas a desculpa era que ainda não tinha lido. Depois, comecei a substituir a TV pelos livros, a ler mais. E continuei a não conseguir doar livros.

 

Finalmente, depois de muito tempo de reflexão percebi que vivo apegada à ideia de que as minhas sobrinhas venham a ler estes livros. Penso neles como um legado. 

 

Mas os livros são coisas e o verdadeiro legado será  transmitir-lhes o amor aos livros.

 

Isto para concluir que, este mês, doei à biblioteca municipal a minha leitura preferida do mês de Abril. Pequenos passos.

10
Mai16

Abrandei demais?

DSC_0001.JPGAndo a tentar ter mais actividades relaxantes e "cerebrais" e isso, para mim, traduz-se em ler, ouvir podcasts sobre livros e fazer puzzles.

A tentar abrandar um pouco o ritmo da minha vida e, acima de tudo, a tentar fugir do sentimento que, se não estiver a produzir resultados - assumam eles a forma que assumirem - não estou a utilizar bem o meu tempo. 

É precisamente nesse ponto que tenho grande dificuldade: eu sinto a necessidade de estar constantemente a produzir algo - uma casa arrumada, um bordado, uma costura... um post.

 

Este puzzle é uma tentativa de substituir o fazer pelo estar. Uma tentativa de descansar verdadeiramente e não sentir que estive sistematicamente ocupada com algo.

 

Mesmo assim, tive de me enganar, deitando mãos de estudos que concluem que este tipo de actividades reduzem, de forma expressiva, doenças degenerativas como Parkinson ou demência. 

 

Mas nem tudo são rosas. Escolhi um puzzles que tem 1/4 de peças com o mesmo tom de azul e preciso da mesa para uma almoço, no próximo domingo. Era só o que me faltava, stressar por causa de um puzzle. 

Pág. 1/2

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Sara

    Visitei o teu blogue para colocar link no meu post...

  • Anónimo

    Boa Noite que tem da Vista Alegre para vender...??...

  • Zélia Marisa Reis Coelho

    Descobri agora o blog, a mim também não me faz con...

  • Daniel Ferreira

    A cola Pattex uma desilusão?!?!?! Essa cola é o Fe...

  • marttokas

    Eu acho que se fosse destralhar apenas uma coisa p...

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D