Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Destralhar

Projecto nº 2/52 - Fazer um plano de eliminação de dívidas

1.png

 

Olhando para a tarefa difícil de eliminar dívidas, recordo que não é tudo mau. Uma das coisas que descobri, foi a alegria de encontrar novas poupanças, eliminar pequenas e grandes dívidas e a satisfação pessoal de ultrapassar cada objectivo.

 

É divertido, é verdadeiramente emocionante conseguir baixar uma conta, eliminar uma despesa, ver o dinheiro sobrar e a dívida a diminuir. É essa alegria, esse divertimento que faz com que não me sinta privada de coisas. 

 

Quando assumi o controlo das minhas finanças pessoais, deixei de depender do que me apresentavam; a "privação" passou a ser uma escolha pessoal minha - eu escolho para onde vai o meu dinheiro. 

 

E asseguro-vos que há uma diferença abismal entre não ir ao cinema todas as semanas por escolha pessoal - porque quero que esse dinheiro seja encaminhado para outra despesa - ou porque não sobrava dinheiro depois dos pagamentos do cartão de crédito.

Projecto nº 2/52 - Fazer um plano de eliminação de dívidas VI

Dívidas 

 

 

No que se refere a estratégias de pagamento de dívidas, há algumas que se destacam entre os maiores especialistas de finanças pessoais, entre elas a Estratégia da Bola de Neve,  popularizada pelo autor Dave Ramsey e a que funcionou melhor comigo.

Esta estratégia consiste em pagar as dívidas de acordo com o seu menor valor, mesmo que a isso não corresponda o menor impacto dos juros.

Imaginem o seguinte exemplo:
3 dívidas em cartão de crédito, no valor de €2000 (19%), 500 (23%), 1500 (13%), respectivamente
1 dívida de aquisição do carro, no valor de € 8000 a 12% de juros
1 dívida com aquisição da casa, no valor de 70000, a 2%, no prazo de 30 anos
1 dívida a familiares, no valor de € 2000, sem juros ou prazo

De acordo com este método, todas as dívidas deverão ser organizadas de acordo com o valor em dívida, do menor para o maior:
1º) cartão de crédito 1 - €500
2º) cartão de crédito 2 - €1500
3º) cartão de crédito 3 - €2000
4º) familiares - €2000
5º) aquisição do carro - €8000
6º) aquisição da casa - €70000
 
 
Depois, ajustam os pagamentos mensais para o seu montante mínimo de pagamento.
 
 
Finalmente, todo dinheiro disponível deverá ser utilizado no pagamento da dívida menor: cartão de crédito com € 500 em dívida.
 
Quando a primeira dívida estiver paga, proceder-se-á da mesma forma com a dívida seguinte: a do valor menos elevado, que no caso seria a de €1.500. 
 
O objectivo é incentivar o pagamento da dívida criando oportunidade para um atingir do objectivo a curto prazo, de forma a motivar progressos.
 
Todavia, poder-se-á criticar que esta forma de pagamento poderá ser muito ineficiente, na medida em que o mesmo montante poderia ter maior impacto no pagamento de uma dívida que gera mais custos (juros).
 
A estratégia do pagamento de dívidas em bola de neve poderá, num momento inicial, ser o impulso de que necessita. O sentimento de concretizar o pagamento da primeira dívida poderá gerar a motivação necessária. 

Projecto nº 2/52 - Fazer um plano de eliminação de dívidas V

A situação financeira 

 

O momento para fazer o balanço de todas as informações anteriores. Os rendimentos mensais cobrem as despesas mensais? Cobrem os valores necessários para o pagamento pontual das dívidas?

 

Encontraram surpresas? Eu descobri. Quando comecei a somar parcelas percebi de imediato porque tinha dívidas - gastava mais do que recebia.

 

Este é o dia para descobrir onde estão e para onde querem ir. 

 

Mas se pensarem bem, este acaba por ser o primeiro passo (pelo menos foi assim para mim). 

Projecto nº 2/52 - Fazer um plano de eliminação de dívidas IV

Despesas 

 

Se já têm a vossa lista de despesas, é tempo de olhar para cada uma delas e ver onde podem poupar. Para mim, foi particularmente importante começar a cortar em "mensalidades" como por exemplo a televisão paga, que já não tenho.

 

Isto não é uma tarefa de um dia. Eu demorei anos a atingir os meus objectivos. Por exemplo, antes de cortar a televisão paga, fui tentando baixar as mensalidades, contactando a empresa e pedindo novos preços, sob pena de término de contrato, mudando para operadoras mais económicas, etc...

 

A minha dica é que pensem em cada despesa individualmente, em como podem podem poupar nesse tipo de despesa. Façam uma folha com ideias de poupança para cada tipo de despesa. O que vos ocorrer.

Por exemplo:

ligar para a operadora do serviço e tentar baixar o preço;

- fazer um inventário de itens da despensa e gastá-los antes de fazer outras compras;

- pesquisar serviços bancários sem despesas;

- ...

 

Um passo de cada vez, grão a grão...

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D