Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Destralhar

06
Abr12

Destralhar frascos de vidro

Quando estou com algum projecto, tenho sempre o meu maior problema: resistir ao chamamento de um novo projecto. 


 


Ainda não acabei de destralhar os livros e revistas de culinária, mas passei o dia todo a destralhar os armários de cozinha. Fi-lo sem sistema. Comecei por rever todos os frascos que começam a amontoar-se para aferir da sua utilidade. Era esse o meu único propósito.


 


 


 


 


Em vez disso, acabei a reorganizar e a destralhar vários cantos da cozinha - novamente, sem sistema - os fáceis. Os que ocupavam espaço e nunca utilizados. 


 


Mas os frascos foram uma surpresa pela conclusão a que cheguei. Encontrei uma estratégia para destralhar sem me desfazer deles: dar-lhe utilidade. 


 


Consegui de imediato ver o que era útil e não era. O que cabia nas gavetas ou não, o que era demasiado alto para as prateleiras. Enfim, sem esforço, fui chegando lá.


 


 


Julgo que já terei referido que desaconselho que comprem material para destralhar (caixas, armários, etc.). Isso não é destralhar, é esconder as "tralhas".  Para uma pessoa que é "naturalmente desorganizada", como eu, isso é acabar com caixas sem utilidade e vazias. Exemplo: vêm as caixas de plástico com a tampa vermelha? Uma compra absurda e mal pensada: quando abro a gaveta tenho de as levantar para saber o que contêm.


 


Por isso e apesar de estar sistematicamente a imaginar "o que ficava lindamente aqui era...", contive-me e reutilizei o que tinha. Nada de bonito: as etiquetas das embalagens foram recortadas e coladas com fita-cola.


 


Desta forma, posso repensar a/o caixa/frasco, lavá-la (sem me preocupar com etiquetas) e colocar outro produto quando necessite.


 


As caixas de plástico que ocupam espaço: reutilizadas compartimentos da gaveta.


 


Consegui destralhar dois sacos (de supermercado) de itens diversos e sem utilidade para mim.


 


São 21:42... a cozinha está caótica porque ainda não recoloquei tudo no lugar... mas que levou uma destralhagem, levou!


 


Termino com outra estratégia para destralhar frascos de vidro. Não a recomendo porque dá muito trabalho a limpar, mas é das mais eficazes:


 


06
Abr12

Destralhar revistas de culinária - 3

Continuo a destralhar as revistas de culinária. Depois da "limpeza inicial", concluo que ainda não consegui desfazer-me de todos os itens que preciso para limitar as revistas e livros às três prateleiras. 


 


Com efeito, um conjunto de 14 livros que foram um presente ameaçam o projecto. Não os uso, nunca os usei e não antevejo usá-los.


 


Na verdade, alguns itens precisam de ser revistos e processados e isso leva o seu tempo, mas estou determinada e motivada. O meu problema é que, quando penso que tudo está a correr bem, aparece-me mais uma caixa!


 


01
Abr12

A ver o que posso destralhar

Ontem, enquanto fugia da destralhagem das revistas de culinária, recordei-me que tinha nos arrumos dos meus pais uma saca com várias sacas, saquinhas e sacolas. Uma mala que usava na faculdade, bolsas de conferências, uma "banana", sacas térmicas de promoções, ofertas, etc.


 


Não hesitei. Peguei na saca, despejei tudo no pátio dos meus pais e comecei a inspecção. Só sobreviveu uma saca térmica Lipton (por ser alta e capaz de albergar uma garrafa de 1,5l (não fazia ideia que a tinha) e uns sacos da minha mãe. 


 


O resto foi metido noutra saca para ser colocado na parte de fora do portão da casa, na esperança que alguém lhe desse outra vida. O meu pai também  descobriu nova vida para duas pastas, que servirão no local de trabalho. 


 


O resto, foi levado, não sei por quem, mas certamente terão utilidade.


 



 


Ainda na casa dos meus pais, já destralhei (não tanto quanto desejaria) a "gaveta das canetas" e o meu pai, com os seus quatro copos de esferográficas e outro material de escrita está mesmo a pedi-las, não está?

01
Abr12

Destralhar revistas de culinária - 2

 


No final do primeiro dia, impõe-se um ponto da situação. 


 


Consegui cumprir o objectivo principal: esvaziar a caixa que ocupava o balcão da cozinha e só a encher com itens dos quais prescindia. Para isso, o remanescente teria de caber nas três prateleiras de canto na cozinha. 


 


Na fase inicial achei que jamais iria conseguir. Larguei tudo meia dúzia de vezes, com desculpas diversas: o almoço, a roupa, arrumar, escrever...


 


Olhava para a revista e achava que iria necessitar dela: um crime deitar fora quando paguei x por ela. Mas cedo constatei que era raro ter mais de 2-3 receitas, em cada revista, que verdadeiramente interessavam.


 


Passou esse a ser o critério para as processar:


 


- revistas com mais de 3 receitas interessantes ficam para melhor análise;


 


- revistas com menos de 3 receitas interessantes são recortadas e passam à caixa.


 


A partir daí, depois de estabelecido o critério, foi muito rápido. E de certa forma, curioso. Descobri que, pelo menos desde 2002, sou membro do clube de consumidores da Pescanova. Encontrei fotos hilariantes do Manuel Luís Goucha, com um grande seu bigodaço. Descobri receitas que havia passado a papel com a máquina de escrever.


 


Ainda não processei os suplementos de cozinha que vinham junto das revistas de decoração. Mas também, o fim de semana ainda não acabou.

Pág. 3/3

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Sara

    Visitei o teu blogue para colocar link no meu post...

  • Anónimo

    Boa Noite que tem da Vista Alegre para vender...??...

  • Zélia Marisa Reis Coelho

    Descobri agora o blog, a mim também não me faz con...

  • Daniel Ferreira

    A cola Pattex uma desilusão?!?!?! Essa cola é o Fe...

  • marttokas

    Eu acho que se fosse destralhar apenas uma coisa p...

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D