Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Fim de semana a destralhar - sem filtros

Como já havia dito, a secção de costura da minha casa começou a tomar conta dos espaços. Este fim de semana, ataquei o problema.

 

1.

Almofadas desperdício zero

 

Uma das coisas que me estava a causar muita impressão eram os meus desperdícios têxteis, com restos costuras ou roupa irrecuperável (com nódoas que não saem ou estragadas com lixívia, por exemplo).

 

Lembrei-me de fazer almofadas decorativas e utilizar esses têxteis para enchimento. Cortei tudo em pedaços (não imaginam a trabalheira e o lixo que fiz) e fiquei com enchimento para 3 almofadas. A foto do saco foi tirada já depois de encher a primeira almofada. 

Ainda sobrou 1 saco de têxteis não adequados. 

 

Ficam mais pesadas que com enchimento de espuma, mas provavelmente mais estáveis, a longo prazo. 

 

As almofadas foram prontamente doadas.

2.jpg2a.jpg

2. 

Doar, doar, doar

Não sei porquê, agarrei-me a um varão que deixei de utilizar.

Decidi doar revistas de ponto de cruz. Em 6 caixas, dei duas. Por muito que olhasse para as revistas, a ver o que desejava guardar, não conseguia ver nada. O dinheiro que está aqui empatado, nem vos digo.

3.jpg

Retalhos de tecido para doar.

4.jpg

3.

Destralhar por cima e por baixo

Já vejo o tampo à mesa onde estava a acumular projectos incabados. Só faltam 3...

6.jpg

... além dos que estão neste saco, que estava cheio até ao tampo da mesa.

7.jpg

Aquele momento em que começam a aparecer as caixas vazia!

8.jpg 

Boa semana!

1.jpg

Destralhados e fora da porta não é a mesma coisa

Tenho de começar a organizar melhor o que destralho. Há o que decido que vai sair (= destralhado) e há aquilo que efectivamente sai da minha casa (ou carro)

 

Por exemplo, há muito que tinha destralhado um stencil de decoração. E não é que o fui descobrir numa prateleira, esta semana?

 

Decidi destralhar:

- 5 porta-chaves (pensei que tinha apenas 1 e acabei por descobrir mais 4)

- 1 varão de cortinado

- 2 caixas de revistas de ponto de cruz

- 3 almofadas decorativas que fiz com retalhos e enchi com restos de tecidos da costura ou roupas que não podem ser aproveitadas e que retalho para desperdícios têxteis

- 1 arquivador

- 3 sacos de retalhos

 

O que efectivamente entreguei:

- 2 livros técnicos

- 2 DVD infantis

- 1 stencil

- 1 candeeiro de mesa de cabeceira

- 1 teclado de tablet

- 1 porta-chaves

 

Se tudo correr bem, na segunda-feira consigo entregar mais coisas.

Casa para o tapete de cortar tecido

Eu tenho um tapete de cortar tecido.

Esse tapete não tem onde ficar correctamente pousado e por esse motivo está completamente deformado.

 

Só recentemente percebi que o único local onde pode ficar na horizontal é o topo do armário da sala de costura, onde tenho uma caixa grande com tecidos.

 

Debaixo de mesas, dentro de armários (a ocupar espaço precioso), os tecidos e projectos inacabados amontoam-se. Vai-se guardando isto, começando aquilo, preparando um remendo... e tudo se acumula.

 

Assim, o meu plano para Agosto é:

- terminar o maior número possível de projectos inacabados/remendos que se acumularam nos sacos e caixas;

- utilizar/reutilizar, de forma consciente, a maior porção de materiais que puder;

- doar de forma útil materiais para os quais não tenho planos imediatos;

 

- fazer calças: útil e gasta uma boa porção de tecido.

 

Hoje comecei. Para me motivar, concentro-me nos sacos/caixas vazios/as.

DSC_0089.JPGDSC_0090.JPGDSC_0091.JPG

Neste momento, já tenho 3 sacos já separados com cortes de tecidos que não vou utilizar, além de inúmeros retalhos. Já foram adoptados por alguém que lhes dará um bom uso e que os virá levantar esta semana.

 

A caixa de cartão está vazia e assim o tapete já tem casa.

A caixa de plástico está vazia e, por não ter tampa, está a agrupar algum equipamento tecnológico.

 

Dica: nunca começar um projecto destes antes da hora do jantar. A esta hora, resta-me o duche e uma taça de cereais.