Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

30 Dias Destralhar Minimalista - Redes sociais

1º Instalei a aplicação instagram para seguir o maravilhoso bookstagram;

2º Percebi que passava demasiado tempo nessa rede social e tentei reduzir;

3º Concluí que:

- as fotos são bonitas mas vão aparecendo noutros locais;

- estava a perder demasiado tempo a ver outras áreas (não livrescas) das pessoas que seguia, porque preferem publicar "stories" que são publicados em lote, obrigando a ver várias coisas, para chegar aos conteúdos relacionados com livros (se houverem);

- depois de algum tempo, não senti que acrescentasse algo à minha vida, tornando-se mais num escape fácil para quando estava aborrecida;

- prefiro blogs.

 

Por isso, decidi terminar (em absoluto) o acesso à página, já que a aplicação já havia instalado há muito. Não só decidi como implementei obstáculos ao acesso fácil à página, colocando-a como página bloqueada. 

 

Ainda hoje, precisei de usar o messenger para contactar com uma pessoa durante o dia, mas assim que a necessidade terminou, voltei a desistalar a aplicação. 

 

Tenho descoberto que não gosto do acesso fácil. Quando realmente é importante, as pessoas utilizam outros meios e assim é filtrado muito do que me chegaria que é, por exclusão de partes, não importante ou até irrelevante.  

30 Dias Destralhar Minimalista - Medicamentos

Há alguns anos passei a ter mais cuidado com os medicamentos, por isso esta tarefa foi fácil e rapida.

Felizmente, com excepção dos que tomo recorrentemente para as enxaquecas e que consumo, os medicamentos SOS têm sido raros. 

IMG_20181207_190952_569.jpg

Mas há uma coisa que me anda a chatear, o anti-histamínico que uso só tem embalagens de 20 unidades. Já não é a primeira vez que deito fora várias unidades, porque não gasto tantos, antes do prazo acabar (ainda bem).

A carteira da foto termina este mês e eu só costumo precisar no verão.

 

Já tentei encontrar um genérico com menos comprimidos, mas sem sucesso.

Só vejo uma solução: quando comprar a próxima embalagem, vou imediatamente mandar a caixa e uma carteira para a minha AMI e assim evitar o desperdício. 

 

Outra coisa que corrigi foi passar a anotar a data de abertura em medicamentos que têm X meses para consumir depois de abrir (geralmente pomadas e gotas). 

Parece óbvio, mas se soubessem as vezes que eu NÃO me lembrava de algo tão óbvio.