Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Vender coisas usadas: consistência e paciência

Na semana passada voltei a vender 2 coisas, 1 delas da minha mãe. 

Esta semana, aguardo pagamento de uma pessoa para outra venda.

 

1 (1).JPG2.JPG3.JPG

 

 

Pouco a pouco, tenho vendido e trocado as minhas tralhas, que muito provavelmente serão mais úteis noutra casa.

 

Mais, aproveito para trocar por coisas que são úteis em casa alheia:

- livros, brinquedos, calçado e roupa para as sobrinhas;

- roupa ou cortinados para a minha mãe;

- revistas de costura ou tintas de tecido para uma querida amiga.

 

Por isso, esta semana consegui destralhar 3 livros, 1 vela e selos do CNT para copos, garfos de plástico, 2 revistas de culunária.

Nada mau.

Vender livros usados (técnicos)

Parece-me uma eternidade desde que escrevi pela última vez. Confesso que não tenho destralhado muito, mas tenho procurado concretizar um dos meus objectivos para 2015 que é vender os meus livros técnicos. São cerca de 200 pelo que não é tarefa pouca. 

 

Apesar de ter fotografia de todos, a venda arrastava-se. Estava a vender num lote único a um preço médio de €1.00/livro. Mesmo assim, sem sucesso.

Vender em lote tem as suas vantagens, nomeadamente o processamento é mais fácil e resolve-se o problema de uma única vez. Por outro lado, é mais difícil quando o lote é diverso já que complica as probabilidades de encontrar um único comprador interessado em tudo que compõe o lote. 

 

Um outro problema com a minha venda em lote é que tinha apenas as imagens como referência pois não coloquei nenhuma lista de livros. Isso constitui um problema na medida em que, alguém que faça uma busca de livros, irá fazê-lo em texto (título e autor) e dessa forma os meus não fariam parte do resultado.

 

Assim decidi desdobrar o meu objectivo em duas tarefas:

- dividir todas as fotos dos livros por temas;

- publicitar vendas por lotes temáticos, com as listas de livros em texto.

 

Assim, tenho um plano exequível em vez de um utópico objectivo.

Vender objectos usados

Uma das coisas em que me tenho concentrado ultimamente é na venda de alguns objectos. Para esse efeito, o meu local de vendas e leiões preferido é o MIAU.


 


O MIAU é um portal de vendas e leilões entre utilizadores que funciona de forma bastante eficaz para quem deseja começar com alguma protecção, nomeadamente no que refere à protecção dos contactos, com utilizadores registados e com feedback de negócios anteriores e numa cultura de moderação. Com efeito, esses factores têm determinado a minha frequência no MIAU com algum sucesso.


 


Já experimentei outros serviços e foi sempre aos leilões do MIAU que voltei. Nunca tive uma experiência negativa.


 


O registo e a colocação dos negócios é gratuita embora haja lugar a comissão de vendas, caso o negócio se conclua (3,5% sobre o valor de venda final do produto, à qual acresce a taxa de IVA em vigor). Uma grande vantagem é que mesmo que os negócios terminem sem licitação, com apenas um clique podemos recolocar o negócio. Ou seja, o trabalho de colocação dos negócios existe apenas com a 1ª colocação. 




E devemos colocar todos os negócios, mesmo os mais pequenos. Ainda que julguem que não vale a pena colocar uma venda de €1.00, esse pequeno negócio será mais um que irá ter feedback e criar a reputação da/o vendedor/a. Com efeito, já cheguei a fazer negócios a €0.10 apenas para que o objecto fosse para alguém que realmente o achasse útil e por este não ser adequado a doação.


 


Neste momento tenho quase uma centena de negócios activos. Ou seja, a quantificação do quanto estou a destralhar. 




E para que os frutos desses pequenos negócios não acabem diluídos no dia-a-dia, optei por guardar os proveitos das vendas num envelope à parte. Será a uma mini-poupança e tenho uma grande curiosidade em saber quanto terá em 6 meses.