Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Há sempre quem pague mais pelas nossas tralhas baratas

"Na madrugada do dia 3 de Dezembro de 1984, houve uma fuga de gás venenoso, composto por isocianato de metilo (ICM) de uma fábrica da multinacional norte-americana Union Carbide Corporation. O gás matou de imediato mais de oito mil pessoas. Estando actualmente o número de mortes nas 20 mil e continuando a aumentar, uma vez que as pessoas continuam a sucumbir de impactes na saúde relacionados, o que perfaz em média mais uma morte por dia ao longo das últimas vinte décadas.

(...)

Inacreditavelmente, hoje, vinte anos após o desastre, a empresa continua a recusar partilhar informação que tem sobre os impactes tóxicos na saúde do ICM, chamando-lhe "segredo de fabrico" e frustrando qualquer esforços de prestação de cuidados médicos às vítimas da exposição." 

 

A história das coisas - Annie Leonard

 

Não sei o que me chocou mais. A descrição do acontecimento e das consequências (a que vos poupei), as horrendas fotos, que se parecem em demasia com fotos do Holocausto, ou o facto de desconhecer completamente a tragédia de Bhopal. Até ler este livro, eu nunca tinha ouvido falar da morte em massa de 8000 mil pessoas. 

 

O CEO das duas versões da empresa é Andrew Liveris, que tem um mandado de captura na Índia, mas que nos EUA recebe presentes do presidente.

1 (6).JPG

A Dow tem uma fábrica em Portugal, concretamente em Estarreja.

Onde está o lixo?

Conhecem os livros "Onde está o Wally?". Pois bem, este projecto -The plastic tide (a maré do plástico) -  pede-vos para ver fotos e identificar lixo nas nossas zonas costeiras.

Mais concretamente, devem localizar plástico. À medida que vamos marcando as fotos, vai sendo criado um mapa do lixo nas nossas zonas costeiras. 

Com estes dados, poderá ser possível identificar áreas mais problemáticas, fazer limpezas mais eficientes e quem sabe, diminuir a nossa pegada ecológica. 

1.jpeg