Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Ainda a disciplina - terminar projectos inacabados

Eu tenho um problema: não consigo resistir ao entusiasmo de começar um novo projecto. O problema é que geralmente tenho o projecto antigo para terminar. 

 

Por isso, um dos meus objectivos para 2017 é terminar projectos inacabados:

- uma camisola que já está cortada e falta costurar,

- uma camisa que falta remendar,

- umas calças que estão cortadas e falta costurar,

- uma renda de bilros que vai a meio,

- umas pantufas em tricot que estão inacabadas,

- umas meias em tricot que estão inacabadas,

- uma camisola de lã que falta acabar,

- três projectos de feltro que falta acabar,

- duas carteiras para as quais comprei os materiais e nunca fiz (apesar de terem sido planeadas como presentes).

- aumentar as mangas num pijama que mingou

etc...

 

Estão a imaginar o espaço que todos estes materiais/projectos estão a ocupar em minha casa? Duas prateleiras iriam ficar vazias se os terminassem. É aí que desejo chegar - é esse o meu destralhar deste ano.

 

Este ano quero concentrar-me em utilizar os materiais que tenho e em vender algumas das minhas colecções. Apenas com isso, irei esvaziar a casa em várias prateleiras e ganhar dinheiro, seja no que vendo, seja no que não compro (presentes).

 

DSCF2135.JPG

 

Disciplina para 2017

disciplina.JPG

2016 não correu muito bem e como não acredito em deixar as coisas "andar" decidi que em vez de ter objectivos, irei cultivar uma atitude - disciplina. 

 

Acredito que se eu exercer disciplina nas diversas áreas da minha vida, o restante irá encaixar-se naturalmente. 

 

Por exemplo, olhando para o mapa começo a delinear algumas tarefas sem data fixa em Janeiro (saúde):

- levantar um exame médico;

- marcar uma consulta de clínica geral (que posso fazer online);

- levantar o meu cartão do cidadão (pedindo uma senha via aplicação do telemóvel).

 

Depois, entrando nas finanças pessoais:

- terminar o presente (caseiro) da J.;

- planear e executar o presente (caseiro)  da T..

 

Concretamente para a primeira semana de Janeiro, pretendo:

- fazer um levantamento do stock do congelador e planear refeições e marmitas para a semana;

- comprar fruta fácil de transportar e de comer no trabalho (por exemplo pêras, bananas e maçãs);

- afixar uma folha com a rotina matinal no local mais visível (para mim): onde faço o pequeno almoço.

 

ROTINA MATINAL

levantar até às 7h00

PVC - pequeno-almoço, vestir e fazer a cama, antes de ligar o computador

preparar marmita (se não puder almoçar em casa)

preparar 1L de água ou chá para beber durante o dia

preparar snacks para meio da manhã e/ou tarde (incluindo termos com meia de leite ou chá)

 

- mínimo de 30 minutos diários a trabalhar num projecto inacabado (crafts, limpeza ou bricolagem);

- mínimo de 30 minutos diários a destralhar (destralhar superfícies, fotografar ou publicar anúncios de venda de bens a destralhar), destralhar as tralhas;

- mínimo de 30 minutos diários a trabalhar no projecto ebook;

- fazer um plano de refeições para a semana.

 

 Para me ajudar/motivar, imprimi uma checklist do que desejo fazer:

 

habit-tracker.jpg

www.plannerholics.com

 

Itens da minha checkist:

PVC

levantar 07:00

apagão digital às 21:00

destralhar 30 minutos

passadeira 30 minutos (3xsemana)

zero gastos

zero gastos em restauração

marmita

ebook 30 minutos

beber 1L água

bricolagem 30 minutos

 

Se não fixar os pequenos passos que levam a atingir pequenos/grandes objectivos, dificilmente lá chegarei. É com pequenas dentadas que se come um elefante.

Sinto-me tralhada...

... não fiz nada de novo, durante a pausa a que me proporcionei

... não me sinto mais relaxada (pelo contrário)

... não encontrei o nirvana

... não quero voltar ao Facebook

 

Parece que a vida é mesmo feita de pequenos passos. Não muda simplesmente porque decidimos cortar relações com uma rede social. 

 

Mas uma coisa mudou e não posso dizer que para melhor ou para pior. Uma das consequências dessa mudança é que comecei novamente a destralhar e comecei a vender coisas que, antes, seria impensável para mim. 

 

Por exemplo, tudo que tenho relacionado com bijuteria, um passatempo que há muito abandonei, foi para venda. Vários quilos de desperdicio de dinheiro, de uma fase da minha minha em que procurava algo, um propósito, que não encontrei nessas peças - mas gastei dinheiro, lá isso gastei. 

 

Desejem-me sorte!