Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Taleigo AMIgo

 Diz a definição que Taleigo é um saco longo e estreito, que serve para transportar comida. Antigamente faziam-se taleigos dos pedaços de tecidos que se tinham e até roupa velha era usada. O resultado final dependia da imaginação de cada um. Rebuscando esta nossa antiga tradição e tendo em conta que a costura voltou e está para ficar, a AMI – Assistência Médica Internacional, em parceria com a Companhia das Agulhas – escola de costura e malha, lança o projecto “Taleigo AMIgo – embrulhar com sentido a favor da AMI”. A ideia é juntar costureiras voluntárias para a causa – combater a pobreza e ser amigo do ambiente.  

 

 

Uma excelente ideia para destralhar os restos de tecido que andam lá por casa. 

 

 

 

 

 

Outubro, onde foste?

Limpezas de Outono.png

Como já estamos em Novembro?

Parece-me que Outubro voou.

O mês de limpezas em Outubro foi um misto de desastre completo e conclusões interessantes. Pôr-me a fazer um desafio destes no meio de obras em 3 divisões da casa, foi idiotice. 

 

Porém, também foi um abrir de olhos para algumas coisas:

1.

Experimentar métodos e hábitos de outras pessoas é interessante, e até pode fazer com que encontremos a resposta ideal para nós, mas em última análise, o caminho a percorrer é nosso.

2.

A vida dificilmente é organizada e planeável. Há que saber ajustar as expectativas para algo realista.

3.

Continuo a sentir que, o não conseguir cumprir objectivos (como o deste objectivo) está mais relacionado com falta de disciplina, que qualquer outra coisa.

4.

Destralhar as superfícies e a banca da cozinha, em 5 minutos no final do dia, faz mais pela arrumação da minha casa, que qualquer outro hábito.

Nexo de causalidade entre as minhas enxaquecas e a qualidade de sono

Tenho andado a fazer uma série de asneiras, nomeadamente no que respeita a deitar-me a horas. Eu preciso de 8 horas de sono e não adianta tentar recuperar no dia seguinte porque já vou estar com dores de cabeça.

 

Antes, a medicação e uma noite de sono eram suficientes para aplacar a besta. Actualmente, passo blocos de dias, a medicar-me de 8 em 8 horas, sem ter melhorias. 

 

Assim, estou novamente a obrigar-me ao meu plano de apagão digital, pelas 21h00 e cama pelas 22h00. Mais tardar às 23h00, as luzes têm de estar apagadas porque me estou a levantar às 07h00. 

 

E sim, não é dejá vu. Eu já escrevi isto e mais que uma vez. Por esse motivo voltarei ao registo "A regra do Seinfield", que em 2014 tinha este aspecto:

Lamento informar (para quem só chegou agora e pensava que isto era um blog de uma guru do destralhar) que só irei mudar as horas. 

 

Mas a verdade é esta: dormir a horas, é o meu hábito-chave. É este hábito que mais impacto tem no meu dia-a-dia e até na minha saúde física e mental.

 

Por isso, esforços redobrados para o implementar.