Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Um balanço

Este fim-de-semana fui lembrada que este blog já existe desde 2012.

E sem prescindir de tudo que ainda falta fazer, acabei por me recordar que, já sairam de minha casa várias peças de grande volume: 

1 (9).JPG2 (3).JPG3 (1).JPG4.JPG5.JPG6.JPG8 (1).jpg

9.JPG10.JPG

E sem falar do conjunto de mobiliário de escritório e mais de 200 livros técnicos. 

Uau! 

 

As fotos são meramente ilustrativas, mas todo este percurso foi mencionado no blog, nestes últimos anos. Só me poupei o trabalho de procurar.

Destralhei a minha cómoda

Ai. A minha querida cómoda, que era da minha bisavó, que pintei para combinar com a nova vida, foi hoje a ser carregada para uma carrinha de obras.
 

1 (8).jpg

Estava com bicho da madeira, tratei dela, mas agora tenho medo. Não confio nela e agora que comecei a cismar, mais vale destralhar.

 
Decidi que, numa casa quase toda em madeira, não posso continuar a arriscar.
 
 
 
Agora estou a ponderar não ter cómoda e tentar organizar a roupa no guarda-fatos com caixas + organizadores verticais - tudo sem comprar organizadores.
 
Pelo menos quero tentar. Aceitam-se sugestões.

A minha parte preferida é quando a mobília também é destralhada

1 (7).jpg

Quando começamos numa ponta, se tudo correr bem, acabamos noutra. Destralhe a destralhe (e este blog já tem 5 anos), vou libertando espaços e ocupando outros.

 

Esta semana, por causa de obras em casa, tive de desocupar esta estante e fiquei a pensar no quando a sala ficaria melhor sem ela. 

 

Ainda não tenho, noutras estantes da casa, a mesma rentabilidade desta, em termos de livros que permite, mas estou determinada a usar os espaços que tenho vindo a desocupar, mais uns truques, para a eliminar.

 

Mas como sempre, penso no que paguei por ela e na sua qualidade e começo o processo mental de destralhe. Para mim, é sempre mais fácil quando consigo doar a familiares e, em princípio, isso será possível. 

 

Por isso, estou a fazer figas para que a minha familiar arranje transporte e eu passe a ter menos uma peça de mobiliário.