Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Projectos "52 semanas" - balanço

Estou a começar a meio da semana e faço-o por pura preguiça. Não tenho outra explicação. 

Como é início do mês, parece-me um bom momento para fazer um ponto da situação no que respeita ao projecto e como tenho mantido os hábitos:

 

Lista de tarefas

Estou a ter uma grande dificuldade em implementar o hábito de, pela manhã, rever/escrever as tarefas para esse dia; estou convencida que isso me iria ajudar, em muito, a manter-me menos assoberbada e mais organizada, nomeadamente ao agrupar tarefas semelhantes e assim ser mais eficiente.

Também é frequente esquecer-me de coisas, simplesmente porque não abro a agenda em casa. E finalmente, sinto que necessito de alocar tempo para coisas que valorizo mais, em detrimento do que valorizo menos (tempo no computador). 

 

Finanças pessoais

Decidi fazer um exercício de 14 passos para melhorar/rever as minhas finanças pessoais. Também, decidi ser esforçada no que respeita a vender/trocar as minhas "tralhas".

Este mês consegui obter €12.00 em vendas. 

Ainda hoje, destralhei e coloquei à venda mais 4 livros.

 

Rotina matinal e nocturna

Na última semana tenho sido mais bem sucedida nos diversos elementos da minha rotina ao deitar e acordar. Tenho sido bastante mais consistente no apagão digital e na hora de deitar.

Mas continuo a falhar imenso em coisas estúpidas como limpar o rosto e hidratar as mãos - cuidar da pele é saúde, logo tem de ser uma prioridade. Como já referi, no inverno fico com pele e lábios gretados se não me cuidar... e esqueço-me frequentemente disso.

 

Tenho algo de curioso para vos contar. Encontrei uns vídeos que são apenas som de cabelo a ser escovado e confesso que estou viciada neles... são tão relaxantes! Conheciam?

 

 

 

Confesso que, quando comecei a escrever o post, tinha uma impressão que seria muito mais negativo. Porém, há medida que ia escrevendo e valorizando o que consegui, senti-me muito melhor. 

 

Talvez, seja isso, talvez seja tempo de começar a valorizar as pequenas vitórias que levam à mudança.