Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Planear 2016 numa agenda - I

Eu utilizo um sistema simplificado para a minha agenda. Como quase só tenho tarefas e meia dúzia de consultas, é mais fácil utilizar um caderno que uma agenda com datas que ficará quase sempre vazia. 

 

O meu plano é planear tarefas ao longo do ano que reflictam os meus objectivos para esse ano. Porém, não posso esquecer que a vida também é feita de rotinas e que por isso devo ter espaço para essas.

 

1. A agenda

Começo por pegar num caderno simples ou colocar folhas numa capa qualquer. O tamanho também é indiferente. Folhas em branco servem perfeitamente.

 

2. Identificação e contactos

A primeira página é para colocar alguns elementos de identificação, caso a agenda se perca. Aí coloco também os números "em caso de urgência" e alguns números importantes para ter à mão, se a bateria do telemóvel falhar.

Deixo as páginas 2 e 3 em branco, para anotar moradas ou telefones que me vão sendo dados e que posso vir a necessitar. Aí costumo ter, por exemplo, as moradas de familiares a viver no estrangeiro para ir enviando os presentes ou postais durante o ano. Se não sou eu a precisar, são os familiares a pedirem-mo. 

 

3. Calendários anuais

Nas páginas seguintes colo um calendário anual, que dá sempre jeito para consulta. Depois, deixo duas páginas em branco, um para o ano em curso e outra para o ano seguinte.

É nas páginas em branco que anoto datas de consultas médicas que vão sendo marcadas, ou até as que não tendo marcação, vou ter de marcar. Por exemplo, sei que em Agosto de 2016 tenho de marcar uma consulta para dermatologia para a minha mãe.

Assim, consultas de rotina, que costumam ser semestrais ou anuais não ficam esquecidas.Também é aqui que marco coisas como o mês em que tenho de fazer a inspecção automóvel.

Uma outra página anual é a dos aniversários. Só tomo nota de pessoas próximas e familiares para quem desejo comprar uma lembrança ou telefonar no aniversário. São duas ou três pessoas por mês. Divido a página em 12 meses e anoto os dias e os nomes. Mas é bastante mais fácil imprimir e colar.

 

4. Objectivos 

Para atingir um objectivo, é preciso fixá-lo e por isso tenho uma página com objectivos anuais. Porém, tenho ainda outras páginas com objectivos distintos como por exemplo: reparações em casa, lista de reparações em casa, lista de projectos de costura que gostaria de realizar ou aprender.

 

5. Calendário mensal

Aqui começo a utilizar o método bullet journal.

Começo por duas páginas, uma para os eventos do mês e outra para os objectivos/tarefas desse mês

agenda.JPG

 

Deixo ainda - duas páginas para registo de despesas diárias: 

agenda2.JPG

 Decidi fazer em 2016 uma folha diferente: data, descrição, rubrica, saído de bolso, total semanal.

 

Uma página para anotar os livros lidos nesse mês.

 

6. Registo diário

 

Todos os dias, escrevo a data e escrevo as tarefas para esse dia, as notas de reuniões, coisas que li, ideias para futuro, etc...

agenda3.JPG

 

 

 Em qualquer altura, posso simplesmente abrir uma página para escrever uma série de ideias, ou um grupo de tarefas que desejo concluir. 

 

Também costumo codificar com cores, consoante o tipo de nota: lazer (azul claro;  por exemplo: livros, cinema, televisão, citações), DIY (violeta), trabalho (verde escuro), tarefas (azul e vermelho consoante a urgência), compras (preto; porém, se é uma lista de compras, é mais frequente escrever num post it que possa destacar facilmente na loja).