Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar é como as cerejas

Começamos, apanhamos o gosto e vamos puxando um a um. 

 

Comecei pela mini gaveta da mesa de cabeceira. Tinha anti-ácido, um termómetro, 2 panos de limpar os óculos, vaselina e uma lima das unhas. Yep!

 

Decidi pegar num pedaço de feltro grosso e forrar. Na verdade, fiz uma caixa à medida.

DSCF1080 (2).JPG

DSCF1081 (2).JPG

O anterior recheio foi para a farmácia e aqui ficou uma selecção da minha bijuteria, que antes estava aqui:

DSCF1082.JPG

Destralhados: 2 colares, 2 pregadeiras, 1 caixa com gavetas.

 

Ainda pretendo fazer umas caixas menores, para separar a bijuteria dentro da gaveta. 

 

No local onde estava o módulo de gavetas, está agora um saco com o material de engraxar sapatos + máquina de tirar borboto.

 

Aproveitei para arrumar a prateleira/sapateira e libertei espaço noutra prateleira. 

 

Grão a grão...

Destralhado

Antes:

DSCF1086.JPG

Depois:

DSCF1087.JPG 

Uau! Estou tão satisfeita.

Consegui destralhar, para casa do meu irmão, material de escritório diverso. A guilhotina era dele, mas estava há anos em minha casa. 

São itens que são muito giros, foram muito úteis, mas actualmente, usava 1 vez por ano, se tanto.

A teoria dos erros

Eu sei qual é a teoria para convivermos com os nossos erros:

- admitir que erramos;

- separar a pessoa do erro (eu continuo a ser decente, apesar de ter feito algo errado).

 

Mas hoje, continuo a saber que ontem poderia ter intervido numa situação de violência doméstica e não o fiz. E apesar de admitir que vou continuar a ser uma pessoa decente, não me consigo conciliar com aquela que foi cobarde.