Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

O salto qualitativo em destralhar

Recordam-se deste texto? Foi um momento que definiu aquilo que queria fazer em termos das coisas que me rodeiam. No caso das "tralhas", menos é mais.


 


Decidi, de forma mais activa, olhar para os objectos que me rodeiam e avaliá-los de forma mais exigente. E não, não foi do dia para a noite e não o fiz sem realmente ponderar os prós e contras.


 



 


Uma fritadeira eléctrica que não tinha utilidade há cerca de ano e meio, desde que passaram a existir restrições alimentares que impediam os fritos. Em funcionamento, mas sem utilidade. A ocupar espaço precioso no balcão da minha cozinha.


 


Uma pá de torrar creme que nunca granjeou adeptos.


 


Itens diversos, como um telefone que funcionava mal mas que poderia ser utilizado em situação de urgência se o actual avariasse. Que parvoíce. Uns cabos, uns telemóveis antiquíssimos que não servem sequer para vender.


 


Foi tudo doado ao projecto  “Entregue os seus equipamentos velhos na Worten e eles transformam novos para quem mais precisa".  


 


6 comentários

Comentar post