Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar de hoje: pequenos gestos com grandes resultados

- acusar a recepção de um livro (winkingbooks.com), arrumar o livro e o envelope para reutilizar

- pagar as contas pendentes, arrumar as facturas e comprovativos de pagamento

- carregar o telemóvel (com dinheiro) e carregar a bateria do mesmo

- deitar ao lixo caneta que não escreve e mini porta moedas que se estragou

- arrumar livro já lido na estante

- arrumar a secretária - cabos, recibos, papéis diversos, tesoura, canetas, cabos, diário, porta-moedas, máquina fotográfica, tablet....

- arrumar a louça limpa da máquina

- arrumar a louça suja na máquina

- arrumar a balança da casa de banho que havia passado para o escritório para pesar livros

- colocar a roupa suja na lavandaria

 

Sentar-me ao computador para este post e uma caneca de cevada. 

 

Hábito chave

Recentemente cruzei-me com um artigo muito interessante sobre hábitos com enfoque nos "Keystone Habits" (que eu traduzo para hábitos-chave") de diferentes pessoas.

 

Entenda-se o hábito-chave como aquele hábito que multiplica os seus efeitos positivos em vários aspectos da nossa vida

 

Até à data o meu hábito chave é acordar às 6h30. Algo que não tenho feito desde Dezembro com excepção do dia de hoje. 

 

Na fase em que me deitava mais cedo e levantava mais cedo, o meu dia era melhor. Manter esse hábito permitia-me realizar tarefas relacionadas com o blog (antes de ir para o trabalho), preparar uma refeição quando não o havia feito na véspera, sentia-me com mais energia, dormia melhor e sentia-me mais realizada com o que havia feito nesse dia. 

 

Capture.JPG

 

Nas férias de natal as manhãs foram sendo substituídas por noites longas a ver filmes e a ler blogs no computador e não consegui ainda retomar a rotina. 

 

Ontem o dia foi mau e isso fez com que quisesse que hoje fosse melhor e por isso levantei-me às 6h30. Assinalei o facto na agenda, sublinhei com um marcador e estou determinada a voltar a ser uma madrugadora.

A fazer restart - destralhar

Continuo a sentir que recuei em relação ao que consegui atingir em 2014. Eu culpo o frio. Não me apetece fazer nada que implique sair da divisão aquecida. Ainda não consegui voltar à minha hora de acordar (6h30) e tenho violado com frequência o apagão digital.

 

Ainda assim, ontem foi dia de destralhar e recompensa foi uma gratificação instantânea:

- resolvi processar provas de compras de promoções para mim e para familiares, ao todo 6 envelopes;

- arrumei a secretária que parecia uma zona de despejo de tudo e mais alguma coisa; 

- apaguei fotos do cartão da máquina fotográfica.

 

Pode parecer pouco, mas continuo a acreditar que é com uma dentada de cada vez que se come um elefante.

 

 

 

Pág. 1/2