Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Coisas que podemos destralhar sem sentir falta delas

Adorei esta compilação, do site hwww.ticoandtina.com com 20 coisas que podemos destralhar, sem o sentimento de perda ou a ansiedade de vir a necessitar.

A lista é deles, o que fiz relativamente a cada item é da minha inteira responsabilidade:

 

Almofadas - Só tenho duas almofadas decorativas no sofá que servem para apoiar a cabeça quando me deito a ver um filme. As almofadas ficam. 

 

Lençóis e toalhas de banho - Foi uma das coisas que fiz. Eu só preciso de 2 a 3 conjuntos de lençóis por estação (3 no inverno, caso o tempo não permita secar entre lavagens) e o mesmo no que respeita a toalhas de banho. Os restantes foram arrumados. Neste caso não doei porque é natural que exista uma maior/mais rápido desgaste de lençóis que são utilizados com maior frequência. Não recomendo esta estratégia para peças de muito valor sentimental.

 

Cabides - Já perdi a conta aos cabides de roupa que destralhei. 

 

Tupperware - Na verdade, foram mais as tampas já sem caixa que outra coisa. Nunca fui de comprar caixas de alimentos sem que precisasse mesmo delas - é o resultado de ter pouco espaço na cozinha.

 

Vasos - Nada, nem um. Mas destralhei algumas jarras. Também conta? Não gosto de plantas ou flores dentro de casa. 

 

Facas - Tenho um conjunto num cutelo (apenas uma é utilizada regularmente) e depois mais 2 na gaveta da cozinha, as do dia-a-dia. Não tenho coragem de "desmanchar" o cutelo.

 

Copos/canecas - A minha colecção de canecas jumbo foi destralhada. Tenho de admitir que é frequente precisar das que destralhei porque fui drástica - ou cabe na prateleira ou vai. Mas tenho ainda as de chá e 6 tigelas que podem substituir. Mas definitivamente que deixei de fazer equilibrismo com as canecas, dentro do armário. 

 

Talheres de serviço - Não peco desse pecado, tenho poucas coisas e uma de cada. Mas estou a pensar destralhar (às escondidas) a gaveta na casa da minha mãe. É mesmo preciso ter 4 conchas de sopa?

 

Espátulas - Confesso que tive de destralhar os meus (ou será minhas) salazar. Tinha 3, em que duas eram iguais. Mantive 2 porque dá um jeitaço nos bolos em que bato claras e gemas separadamente (ou pelo menos é essa a minha desculpa actual). Quanto a outras - aquelas dos ovos cujo nome desconheço - também tenho apenas 2 (uma grande metálica e outra pequena de plástico que uso para as panquecas). Começo a questionar-me (enquanto escrevo o texto) para que preciso de 2.

5.JPG

 

 

Jarros - Só tenho o que utilizo para a água que está no balcão (para me recordar de beber. não está a resultar)

 

Parafernália de medidores - tenho um conjunto de plástico de medidores "cup" porque utilizo imenso receitas em que é essa a medida. Tenho ainda 2 copos medidores em pyrex (iguais). Se lerem este post depois das 18h00 saibam que já só tenho um. Tenho ainda um copo medidor em plástico com capacidade de 1,5L que é o meu todo terreno para medir e bater. 

3.JPG3.JPG

Batedores - Tenho dois batedores, um "normal" (só utilizo quando não posso usar a batedeira eléctrica) e outro mini que é o que utilizo mais porque é muito prático para bater ovos ou pequenas quantidades de líquido. 

1.JPG

Produtos e higiene e limpeza - Tenho destralhado consideravelmente, em especial nos produtos muito específicos. Por exemplo, tenho optado por itens que sejam todo o terreno - eu só preciso de um detergente para lavar o chão de tijoleira, não um por divisão. No que respeita a limpezas:

- um lava tudo para as tijoleiras, azulejos e louça sanitária, espelhos e vidros;

- um detergente caseiro para o granito e mármore;

- um lava loiça manual;

- um detergente para as madeiras (seja mobília ou chão);

- um detergente para vitrocerâmicas.

 

Com outros ingredientes completo a coisa: vinagre, lixívia e bicarbonato de sódio.

 

Maquilhagem - Pouco utilizo, mas há sempre um ou outro item que esteja em duplicado.

 

Livros - Consegui destralhar vários livros para os quais não via utilidade, ou porque já tinham sido lidos ou porque não faziam parte dos meus gostos pessoais ou ainda por estarem abandonados (imensos livros de culinária). Como já atingi o limite das minhas estantes, tenho-me preocupado em manter apenas os melhores.

 

Material de escritório - O meu "calcanhar de Aquiles" foi também a minha maior vitória. Consegui destralhar inúmero material, esvaziando um escritório que deixou de ser o profissional para passar a ser o meu espaço preferido da casa onde tenho tudo que adoro fazer nos tempos livres. Perdi a conta ao papel e capas de arquivo que destralhei. E olhando para os primórdios do blog, o meu primeiro "destralhe" foi um copo de material de escrita. Tudo começou aí. 

 

Material sazonal - Com excepção de alguns utensílios de cozinha para bolos e gelados, não tenho mais nada. Nem uma árvore de natal, por isso...

 

Revistas - Cancelei subscrições, deixei de comprar e destralhei as que tinha em casa (em especial de culinária). Muito e muito papel.

 

Materiais de manualidades - Ainda não consegui destralhar a quantidade de coisas que acumulei por ter comprado sem utilizar. Mas está na minha lista. Tenho uma sobrinha que adorará receber esta herança.