Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

Objectivos para 2015

Quem lê o Destralhar, sabe que adoro listas e adoro criar objectivos (mesmo quando não os cumpro). Para fazer o balanço do ano, fui à procurar da minha lista de resoluções para 2014. Diga-se desde já que isso é um mau presságio - se nem sabes o que estabeleceste, provavelmente não o cumpriste. 

 

Os objectivos eram:

- destralhar a casa de livros técnicos a que não dou uso, para libertar espaço;

- destralhar a casa do mobiliário de escritório para subsituir por uma mesa de trabalho menor e mais funcional;

- digitalizar arquivo profissional que possa ser mantido apenas por esse meio.

 

I ) Livros técnicos

QUASE destralhei os livros. Tinha um comprador para todos (quase 200), mas este não cumpriu. No fundo andou a adiar a compra com a desculpa da transportadora e assim andei 3 meses. Acontece, são os riscos da venda online.

 

Por isso este mês vou reforçar os esforços, com novos anúncios para a venda do conjunto, durante Janeiro e Fevereiro. Depois disso, volto a investir na venda dos livros um a um. Porém, 2015 será a data limite para os livros. Se até Novembro não os conseguir vender, começo a trocá-los em Dezembro. Em Janeiro de 2016 irei doar o que sobrar. 

 

II) Mobiliário de escritório

Sucesso. Foi em 2014 que o conseguir vender e substituir por uma mesa.

 

III) Arquivo profissional

Não consegui destralhar tanto quanto desejava, mas a verdade é que fiz umas valentes fogueiras em 2014 (não podia ser colocado no lixo). Ainda assim, volto a pegar nas capas de arquivo (ainda tenho quase uma dezena) para tentar reduzir um pouco mais.

O meu objectivo ficaria já cumprido se conseguisse reduzir o arquivo a uma única prateleira (neste momento há 5 caixas a mais). 

No total tenho 15 caixas que irei processar mensalmente - 1 caixa por mês (tentarei encaixar as restantes 3 pelo meio).

 

Em suma, os grandes objectivos anuais para 2015 estão traçados. Outros surgirão, mensalmente, à medida que o tempo o propiciar e se verificarem necessidades mais prementes. 

 

Mais, para além de estabelecidos os objectivos, criei o plano e calendarização para os cumprir. 

Destralhar no pós-natal

Não sei quanto a vós, mas o natal foi um período terrível para manter a casa arrumada. Aliás, só ontem destralhei as superfícies da cozinha cheias de produtos para arrumar, travessas para devolver e a maldita louça suja na banca. E nem vos falo das duas tentativas de fazer bolo rainha - um horror.

 

Aqueles presentes que constituem tralhas, foram poucos, mas ainda assim têm de ser processados. Refira-se que as tralhas não são coisas estragadas, más ou feias, mas simplesmente coisas que já não têm lugar no meu estilo de vida.

 

 

Por exemplo, recebi um lindíssimo relógio, apesar de não usar relógio - aliás, tenho um guardado por esse motivo. O pior é que é a segunda vez que essa pessoa me dá um relógio (além do que tenho guardado). Ela quer mesmo que eu ande com relógio. Ainda tentei fazer a pessoa perceber isso, mas ela insistiu que ficasse com o relógio.

Recebi ainda um item lindíssimo para a casa, mas que é um extra que ocupa espaço que não tenho. São "tralhas" porque não têm utilidade real no meu dia a dia.

 

Depois há os sacos (plásticos e outros) e os presentes que não foram ainda entregues. 

 

O objectivo está traçado: a casa tem de entrar no novo ano completamente destralhada.

 

E vós? Estão a conseguir recuperar do natal?

Operação destralhar - final

DSC_0094.JPG

 

Ontem chegou ao fim o nosso desafio "Operação Destralhar"

Os principais objectivos eram destralhar as superfícies em poucos minutos e mantê-las assim nos dias seguintes. Mais, destralhar objectos e implementar alguns hábitos. 

Para mim, depois do meu quadradinho "Don't break the chain", foi dos desafios com que tive maiores resultados positivos:

- percebi que não é preciso muito para manter a casa arrumada (que é diferente de limpa)

- percebi que é muito mais fácil manter que arrumar tudo outra vez

- percebi que tenho o péssimo hábito de pousar as coisas em qualquer lado sem pensar

- confirmei que sou uma pessoa visual e que as tabelas afixadas me ajudam a lembrar-me de arrumar as coisas

- percebi que gosto das coisas arrumadas

- confirmei que sou capaz de implementar hábitos para conseguir atingir os meus objectivos. 

 

Em suma, este é oficialmente o meu desafio preferido! 

 

Pág. 1/9