Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Destralhar

Plano B da Vida

Destralhar

Plano B da Vida

DESTRALHAR EM SETEMBRO 15-17/30

Não é bonito, começar um desafio e desaparecer durante o fim de semana. Mas aqui estou para confessar que me desviei um pouco do desafio quando decidi fazer uma primeira abordagem à reorganização das fotografias em papel


 


Começou de forma simples: pegar em apenas uma das caixas de fotografias e aferir do seu conteúdo, na tentativa de começar a organizar os álbuns. Todavia, rapidamente constatei que tinha fotos recentes misturadas com fotos com quase um século. Havia fotos que já nem me recordava de ter, fotos de eventos familiares misturados com fotos de locais que visitava. Em suma uma confusão.


 


Decidi começar apenas com aquela caixa e começar por eliminar para reduzir (1). Assim, sem me preocupar com organização ou sequer em mudar as fotos do seu local, decidi eliminar as fotos que para mim eram fáceis de eliminar:


- fotos às quais não tinha qualquer apego


- fotos desfocadas


- fotos duplicadas


- fotos de locais sem contextualização


- fotos feias


- fotos de "ex´s" (não há nada mais chato do que estar num evento familiar a mostrar fotos de família e aparecer um ex de um dos membros da família)


- fotos sem actual interesse.


 


Uma dica: se é daquelas pessoas que tem dezenas de fotos de colegas de escola/faculdade/locais de trabalho e não se lembram do nome da pessoa, ela não é tão relevante que deva permanecer no álbum de fotografias.


 


 


 


Ao todo, excluí mais de uma centena de fotografias, que depois de passarem pela máquina de destruir papel, encheram um saco de lixo de 30 litros (6). 


 


As fotos que estavam nos mini álbuns dos laboratórios ficaram no mesmo local, pois não fiz qualquer esforço para preencher os espaços deixados vazios. O objectivo era apenas um: destralhar.


 


Mas ainda assim, ficaram vários vazios. 


 


Depois, decidi espreitar uma segunda caixa, que pensei ter apenas os negativos. Errado, estava completamente cheia de mini álbuns (2) e como tal foi objecto de uma "limpeza" (3).


 


Mas o mais difícil foi mesmo tomar uma decisão quanto aos negativos (4). Mais de 15 anos de negativos e eu era menina para ir 3 dias para um local e voltar com 5 rolos. 


 


Já cheguei a equacionar comprar uma máquina de digitalizar apenas negativos. Pensei fazê-lo em mais que uma ocasião. Outra possibilidade que considerei foi entregar o serviço a um laboratório, mas os preços eram muito altos, considerando a quantidade em questão.


 


E foi assim que hoje, depois de contactar um familiar sobre o tópico decidi - finalmente - destruir 1 caixa de negativos, na ordem das centenas de tiras. Depois de destruídos pela máquina destruidora de papel, enchi mais de meio saco de 30 litros (5).


 


Relembro, que comecei a organizar as minhas fotografias excluindo as mais fáceis de excluir, sem qualquer outro tipo de organização ou arrumação.




Neste momento, são pilhas de envelopes com fotos soltas, mini álbuns com fotos desorganizadas e até com partes vazias, outros álbuns em mais 2 locais da casa.


 


O passo seguinte será agrupar as fotos por épocas e grupos: família, amigos/escola, lugares.